quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

O HOSPITAL - AS SEÇÕES E SEUS FUNDAMENTOS

HOSPITAL - AS SEÇÕES E SEUS FUNDAMENTOS



 As atividades desenvolvidas em Farmácia Hospitalar estão inseridas no contexto maior representado pelo hospital que deve, portanto ser dissecado em termos de estrutura, organização e funcionalidade para um melhor desenvolvimento das atividades inerentes a Farmácia Hospitalar.

1 - AS SEÇÕES E SEUS FUNDAMENTOS

A - LIDERANÇA E ADMINISTRAÇÃO

 Esta seção apresenta as subseções relacionadas ao sistema de governo da organização. Nela estão presentes subseções ligados aos aspectos de liderança, diretrizes administrativas, planejamento institucional e relacionamento com o cliente.

B - SERVIÇOS PROFISSIONAIS E ORGANIZAÇÃO DE ASSISTÊNCIA

 Esta seção dedica-se à organização dos serviços profissionais que prestam assistência direta ao cliente/paciente e perpassam todos os serviços de atenção aos clientes: de apoio ao diagnóstico, de apoio técnico, de apoio administrativo e de ensino e pesquisa, configurando assim, o modelo e a filosofia assistencial e institucional.AL BRASILEIRO DE ACREDÇÃO HOSPITALAR PARTE II
C -  SERVIÇOS DE ATENÇÃO AO PACIENTE/CLIENTE

Esta seção agrupa as unidades e serviços tipicamente “assistenciais”, ou seja, todos aqueles em que existe o contato direto com o usuário, um processo ou serviço médico assistencial desenvolvido, uma equipe médica e multiprofissional envolvida, um conjunto de insumos tecnológicos específicos e um(ns) espaço(s) institucional(is) especificamente reservado(s).

D - SERVIÇOS DE APOIO AO DIAGNÓSTICO

 Esta seção reúne os serviços voltados para o apoio ao diagnóstico.

E - SERVIÇOS DE APOIO TÉCNICO E ABASTECIMENTO

 Esta seção visa a agrupar todos aqueles serviços que envolvem uma ação técnica especializada, mas que também se caracterizam por envolver processos de abastecimento, fornecimento, estocagem, produção e/ou serviços técnicos especializados de apoio a ação assistencial e as equipes profissionais que realizam a terapêutica.

F - SERVIÇOS DE APOIO ADMINISTRATIVO E INFRA-ESTRUTURA

 Nesta seção encontra-se os serviços que se relacionam aos processos de apoio e ação técnico-profissional, a infra-estrutura físico-funcional e ao apoio aos processos da organização (planejamento predial, financeiro, segurança geral, etc.).

G - ENSINO E PESQUISA

 Esta seção objetiva integrar todos os componentes que se relacionem às funções educativas e de investigação da organização, de tal forma que permita realizar um diagnóstico da estrutura disponibilizada para o treinamento funcional, para a educação permanente, para o processo de formação de recursos humanos e para a geração de novos conhecimentos.

2 - SEÇÕES E SUBSEÇÕES

2.1 - LIDERANÇAS E ADMINISTRAÇÃO

A presente seção tem por finalidade apresentar as subseções relacionadas aosistema de governo da Organização, aos aspectos de liderança, diretrizes administrativas, planejamento institucional e relacionamento com o cliente.  Subseções atuais: Direção, Administração e Garantia da Qualidade.

2.2 - DIREÇÃO

Administração de profissionais que desenvolvem as políticas da Instituição e coordenam a sua execução.

2.3 -. ADMINISTRAÇÃO
Área ou unidade que responde pelo gerenciamento dos recursos financeiros, materiais e humanos da Instituição.

2.4 - GARANTIA DA QUALIDADE

Corresponde às atividades destinadas a avaliar e garantir a qualidade dos serviços oferecidos internamente e externamente.

2.5 - SERVIÇOS PROFISSIONAIS E ORGANIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA

Esta seção é dedicada a apresentação das subseções relacionadas à organização de serviços profissionais que prestam assistência direta ao cliente/paciente e perpassam todos os serviços de atenção aos clientes: de apoio ao diagnóstico, de apoio técnico, de apoio administrativo, e de ensino e pesquisa, configurando assim, o modelo e a filosofia assistencial e institucional.

2.5.1 - CORPO CLÍNICO

Equipe médica responsável pela internação do paciente e pela assistência contínua nas 24 horas, até a sua alta.

2.5.2 ENFERMAGEM

O serviço de Enfermagem compreende: previsão, organização e administração de recursos para prestação de cuidados aos pacientes, de modo sistematizado, respeitando os preceitos éticos e legais da profissão.

2.6 - SERVIÇO DE ATENÇÃO AO PACIENTE/CLIENTE

A Seção denominada de Serviços de Atenção ao Paciente/Cliente tem por finalidade agrupar todas as unidades e serviços tipicamente assistenciais, com características de contato direto com o usuário, processo ou serviço médico assistencial desenvolvido, equipe multiprofissional e interdisciplinar envolvida, conjunto de insumos e espaço(s) institucional específico(s) a seus respectivos processos.

a)    Internação;
b)    Referência e Contra-Referência;
c)    Atendimento Ambulatorial;
d)    Emergência;
e)    Centro Cirúrgico;
f)     Anestesiologia;
g)    Obstetrícia;
h)   Neonatologia;
i)     Tratamento Intensivo;
j)      Hemoterapia;
k)    Reabilitação;
l)     Medicina Nuclear; e
m)  Radioterapia.

a)    Internação

Prestação de atendimento a pacientes que necessitam de assistência direta programada ou não, por período superior a 24 horas.

b)   Referência e contra-referência

Processo de articulação com outras Instituições de Saúde para o encaminhamento, transferência e recepção (contra-referência) de clientes/pacientes.

c)    Atendimento ambulatorial

Prestação de atendimento eletivo e de assistência a clientes/pacientes externos, programado e continuado.

d)   Emergência

Prestação de atendimento imediato a clientes/pacientes externos em situação de sofrimento, sem risco de perda da vida (urgência) ou com risco de perda da vida (emergência), durante 24 horas.

e)    Centro cirúrgico

Unidade destinada ao desenvolvimento de atividades cirúrgicas, bem como a recuperação pós-anestésica e recuperação pós-operatória imediata.

f)     Anestesiologia

Serviço que atua junto ao centro cirúrgico, unidades de obstetrícia, serviços de apoio ao diagnóstico e tratamento especializado.

g)   Obstetrícia

Serviço destinado ao controle do trabalho de parto, parto, primeiros cuidados com os recém-nascidos, e puerpério.

h)   Neonatologia

Serviço destinado à atenção aos recém-nascidos normais e patológicos, assim como às unidades de terapia intensiva neonatal para recém-nascidos de médio e alto risco.

i)     Tratamento intensivo

É o conjunto de elementos destinados ao atendimento de clientes/pacientes com risco iminente de morte, com possibilidade de recuperação, que requerem serviços de assistência médica e de enfermagem nas 24 horas.

j)     Hemoterapia

Serviço onde se realizam atividades que envolvem práticas relacionadas a transfusão de sangue e hemocomponentes.

k)    Reabilitação

O serviço de Reabilitação é responsável pela assistência em fisiatria, fisioterapia, terapia ocupacional e outras ações para a reintegração do cliente/paciente à comunidade, com o objetivo de torná-lo apto a executar atividades básicas para sua subsistência.

l)     Medicina nuclear

Corresponde ao serviço que desenvolve suas ações de diagnóstico in vivo e terapias utilizando recursos tecnológicos baseados em radioisótopos.

m)  Radioterapia

Unidade destinada ao emprego de raios X e radiações ionizantes com fins terapêuticos. Desenvolve ações terapêuticas através de: teleterapia, braquiterapia, contatoterapia.

2.7 - SERVIÇOS DE APOIO AO DIAGNÓSTICO

Esta seção, tem por finalidade, agrupar todos os serviços voltados para o apoio ao diagnóstico.
a)    Laboratório Clínico,
b)    Diagnóstico por Imagem,
c)    Métodos Gráficos e
d)    Anatomia Patológica.

a)    Laboratório clínico

Serviço responsável pela coleta, processamento e resultados de exames complementares, de acordo com o grau de complexidade da Instituição, para fins de diagnóstico e tratamento.
b)   Diagnóstico por imagem

Neste serviço estão incluídos os seguintes procedimentos: radiodiagnóstico, angiografias (inclusive por subtração digital de imagens), mamografia, tomografia computadorizada (TC), ressonância magnética e ultra-sonografia.
c)    Métodos gráficos

Serviço responsável pela elaboração de exames complementares, de acordo com o grau de complexidade da Instituição, no qual estão incluídos os seguintes procedimentos: eletrocardiograma, eletrocardiograma de esforço, eletroencefalograma e ecocardiograma.
d)   Anatomia patológica

Serviço para confirmação de diagnósticos pré, pós-cirúrgicos e ambulatoriais de peças de biópsias e de diagnósticos de necrópsias, através de exames histológicos.

2.7 - SERVIÇOS DE APOIO TÉCNICO E ABASTECIMENTO

A presente seção denominada Serviços de Apoio Técnico e Abastecimento, visa a agrupar todos aqueles serviços que envolvem uma ação técnica especializada, mas que também se caracterizam por envolver processos de abastecimento, fornecimento, estocagem, produção e/ou serviços técnicos especializados de apoio e ação assistencial e as equipes profissionais que realizam a terapêutica.

a)    Arquivo Médico,
b)    Controle de Infecções,
c)    Estatísticas,
d)    Farmácia,
e)    Nutrição e Dietética,
f)     Central de Processamento de Roupas – Lavanderia,
g)    Central de Processamento de Materiais e Esterilização,
h)   Higiene, Segurança e Saúde Ocupacional, e
i)     Serviço Social.

a)    Arquivo médico

Local exclusivo para guarda, arquivamento e manutenção do prontuário clínico do cliente/paciente.

b)   Controle de infecções

Ação que visa à prevenção e Controle das Infecções Hospitalares de seus clientes (internos e externos).

c)    Estatísticas

Registro estatístico, levantamento de indicadores de qualidade e produtividade e sua utilização.

d)   Farmácia

Farmácia é a unidade de apoio de assistência técnico-administrativa, dirigida por profissional habilitado, integrada funcional e hierarquicamente às atividades da Organização.

e)    Nutrição e dietética

Corresponde a oferta de alimentos nutricionalmente balanceados e dietas adequadas às necessidades específicas do cliente/paciente, bem como educação nutricional.

f)     Central de processamento de roupas - lavanderia

A Lavanderia é responsável pela provisão de roupas limpas a todos os setores da Organização.

g)   Processamento de materiais e esterilização

É o setor, unidade ou serviço destinado à limpeza, desinfecção, esterilização, armazenamento, guarda e distribuição dos materiais desinfetados e esterilizados.

h)   Higiene

Remoção de sujeiras, detritos indesejáveis e microorganismos presentes no ambiente organizacional, mediante a utilização de processo mecânico e químico.

i)     Segurança e saúde ocupacional

Atividades destinadas a prevenir acidentes de trabalho e promover a saúde ocupacional.

j)     Serviço social

Atendimento prestado ao paciente e aos seus familiares quanto às questões socioeconômicas, e reintegração social.

2.8 - SERVIÇOS DE APOIO ADMINISTRATIVO E INFRA-ESTRUTURA

Nesta seção, estão agrupados os serviços de Apoio Administrativo e Infra-estrutura institucional.

a)    Documentação da Planta Física;
b)    Estrutura Física;
c)    Estrutura Físico-Funcional;
d)    Sistema Elétrico;
e)    Manutenção Geral,
f)     Controle de Resíduos e Potabilidade da Água; e
g)    Segurança Geral.

a)    Documentação da planta física

Documentação e registro referentes à estrutura física da Organização, aprovada pelos órgãos competentes.

b)   Estrutura físico-funcional

Consistem nas vias de acesso à Instituição, circulação interna e externa, sinalização e fluxos.

c)    Sistema elétrico

Sistema de segurança e manutenção de rede elétrica e suprimento alternativo de energia e iluminação.

d)   Manutenção geral, controle de resíduos e potabilidade da água

Serviços de manutenção de toda a infra-estrutura física, de equipamentos da Instituição e controle de qualidade da água e do sistema de gerenciamento de resíduos. 
e)    Segurança geral

Serviço existente para garantir a integridade dos clientes internos e externos, através de infra-estrutura adequada, e procedimentos de prevenção de acidentes, sinistros, violência e riscos para a clientela e circundantes.

ENSINO E PESQUISA

Esta seção tem por finalidade integrar todos os componentes que se relacionem às funções educativas e de pesquisa da Instituição, de tal forma que permita realizar um diagnóstico da estrutura disponibilizada para o treinamento funcional, para a educação permanente, para o processo de formação de recursos humanos e para a geração de novos conhecimentos.

Biblioteca/Informação Científica

Organização, controle de informações científicas atualizadas, disponíveis e acessíveis.

REFERÊNCIA

Manual Brasileiro de Acreditação Série A. Normas e Manuais Técnicos; n. 117 3.ª Edição Revista e Atualizada Brasília – DF 2002. 1998. Ministério da Saúde, um hospital poderia ser estruturado da seguinte forma:

BIBLIOGRAFIA

1.  ONA (Organização Nacional de Acreditação). Diretrizes do Sistema e do Processo de Acreditação; Normas Técnicas, Norma Orientadora, NO1; Manual da Organização Nacional de Acreditação. Brasília: ONA; 2001. Disponível em: URL: http://www.ona.org.br/

2.  ONA (Organização Nacional de Acreditação). Código de Ética; Normas Técnicas, Norma Orientadora, NO7; Manual da Organização Nacional de Acreditação. Brasília: ONA; 2001. Disponível em: URL: http://www.ona.org.br/

3.  ONA (Organização Nacional de Acreditação). Avaliação de Organizações Prestadoras de Serviços de Saúde; Normas Técnicas, Normas para o Processo de Avaliação, NA1; Manual da Organização Nacional de Acreditação. Brasília: ONA; 2001. Disponível em: URL: http://www.ona.org.br/

4.  ONA (Organização Nacional de Acreditação). Avaliação de Organizações Prestadoras de Serviços Hospitalares; Normas Técnicas, Normas para o Processo de Avaliação, NA2; Manual da Organização Nacional de Acreditação. Brasília: ONA; 2001. Disponível em: URL: http://www.ona.org.br/

5.  ONA (Organização Nacional de Acreditação). Manual das Organizações Prestadoras de Serviços Hospitalares, MH1-MH7, Versão 2001; Manual Brasileiro de Acreditação. Manual da Organização Nacional de Acreditação. Brasília: ONA; 2001. Disponível em: URL: http://www.ona.org.br/

6.  ONA (Organização Nacional de Acreditação). Manual das Organizações Prestadoras de Serviços Hospitalares, Versão 2001. Manual Brasileiro de Acreditação – ONA, Volume 1. Brasília: ONA/Educat;

Nenhum comentário:

Postar um comentário